Crie Ambientes Mais Saudáveis E Produtivos!®

Absolutamente TUDO sobre a Construção Sustentável

Você sabia que neste momento (dez/13) precisamos de exatamente 1.58 "Planetas Terra" 
para fornecer recursos e estocar os resíduos que geramos (quase metade proveniente 
da Construção)? (Fonte: The World Counts)                                                                                                                                                         Assustador, não é? E, pelo menos por enquanto, temos apenas um planeta com as 
condições ideais para vida humana!
Para piorar, as previsões são de que na metade da década de 2030 precisaremos de 2 "Planetas Terra" se continuarmos no mesmo ritmo de destruição, o que é uma visão otimista, pois a tendência é só piorar.



O que podemos concluir com estes fatos? Simples: nosso Planeta precisa urgentemente de soluções de aplicação imediata e cunho prático que amenizem novos estragos e recuperem de alguma forma a destruição que já foi feita. Nada de discussões filosóficas ou discursos demagogos. 

Mas quem seria este herói do século XXI que salvaria o Planeta do pior vilão de sua história: ele mesmo? Claro: a Sustentabilidade! No nosso caso, a Construção Sustentável! Mas o que exatamente ela é? Quando, onde e como pode ser aplicada? Quanto custa? Por que e para que escolhê-la? 

São estas perguntas que este post vai responder e eu te garanto (por experiência/frustração própria) que você não vai encontrar um material desta qualidade sobre a Construção Sustentável em outro lugar da Web. Seu objetivo é ser um guia absolutamente completo sobre as melhores práticas sustentáveis do mercado mundial, explicando minuciosamente cada aspecto que compõe uma edificação verdadeiramente sustentável.

Vamos então para as respostas destas questões:


O QUE É EXATAMENTE A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL?

http://www.construcaosustentavel.net/2013/12/absolutamente-tudo-sobre-construcao-sustentavel.html

A Construção Sustentável é um conjunto de práticas que visam tornar a cadeia de produção da Construção menos agressiva ao Planeta, administrando os recursos naturais de forma cuidadosa e eficiente. É uma forma de balancear a necessidade de intervenções humanas com métodos que respeitam a continuidade dos recursos fundamentais para a existência das futuras gerações e a manutenção de ativos naturais, culturais e financeiros. 

Uma gestão sustentável na Construção é a abordagem completa de todos os seus sistemas na busca de um desempenho superior ao convencional em relação ao retorno esperado por todas as partes envolvidas (stakeholders) em um empreendimento.


QUANDO, ONDE E COMO A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL PODE SER APLICADA?

A Construção Sustentável pode ser aplicada a qualquer momento em qualquer tipo de projeto! No Grupo Ataque Sustentável, usamos a seguinte terminologia para definirmos os tipos de projetos em que a nossa metodologia exclusiva para uma Construção Sustentável pode ser aplicada, são elas:

- Novas Construções
- Edificações Existentes
- Acréscimos

Em relação a como a Sustentabilidade é aplicada em ambientes construídos, existe uma divergência entre os maiores especialistas da Construção Sustentável. No Grupo Ataque Sustentável, tanto em nossos serviços (consultoria, treinamentos, etc.), como em nossas publicações e ferramentas (manual, matriz, etc.), definimos a lista a seguir como os aspectos principais da Construção Sustentável:

1. Localização Inteligente
- Preservação de espécies ameaçadas e comunidades ecológicas
- Conservação/restauração de cursos d´água naturais
- Conservação de terras agrícolas
- Não utilização de várzeas
- Renovação de instalações industriais/comerciais abandonadas
- Acesso a um trânsito de qualidade
- Dependência de automóveis reduzida
- Infraestrutura cicloviária
- Proximidades entre habitações e locais de trabalho
- Proteção contra encostas íngremes
- Comprometimento a longo para conservação dos habitats naturais

2. Padrão e Design do Entorno
- Ruas tranquilas
- Desenvolvimento compacto
- Comunidade unida e receptiva
- Bairro de uso misto (comercial/residencial)
- Redução das áreas de estacionamento
- Vias de circulação bem conectadas
- Boa gestão da demanda de transporte
- Acesso a estabelecimento públicos
- Acesso a instalações de recreação
- Visibilidade e design universal
- Participação e envolvimento da comunidade
- Produção local de alimentos
- Ruas arborizadas e sombreadas
- Presença de escolas no bairro

3. Infraestrutura Sustentável
- Prevenção da poluição gerada pelas atividades da Construção
- Presença de edificações sustentáveis
- Instalações industriais/comerciais renovadas
- Otimização do direito ao sol e à luminosidade para a vizinhança
- Otimização do direito às vistas da vizinhança a partir da situação existente
- Implantação do empreendimento de forma integrada com a paisagem e o entorno
- Escolha otimizada de vegetações não invasivas e bem adaptadas ao clima/solo local
- Escolha de vegetações com baixa necessidade de manutenção
- Escolha de vegetações com o menor impacto sanitário sobre a vizinhança
- Respeito às exigências regulamentares ou aos documentos de urbanismo locais
- Concepção de fechamentos, segurança, zona de resíduos integrados ao paisagismo local
- Proteção dos usuários em relação aos aspectos topográficos negativos identificados
- Localização adequada dos espaços externos ruidosos
- Fixação de limites para os níveis sonoros de emergência além das exigências locais
- Consideração da presença de possíveis fontes de odores desagradáveis
- Criação de ambientes para para reconhecimento das vistas agradáveis/marcantes
- Impedimento que a iluminação adotada cause poluição visual noturna para a vizinhança
- Zoneamento exato das atividades potencialmente poluentes e perigosas
- Respeito à regulamentação de acessibilidade e sinalização 
- Dispositivos de transporte destinado a deficiente além da regulamentação mínima
- Criação de espaços de convívio, repouso ou atividades peculiares
- Instalação de áreas verdes
- Caminhos internos funcionais e seguros dos estacionamento até as entradas
- Garantia de visibilidade e segurança nos caminhos para pedestres
- Acessos seguros e diferenciados entre a estocagem intermediária e os abrigos finais
- Proteção ótima contra o sol/calor
- Estudo aerodinâmico para identificar as melhores soluções com simulações computadorizadas
- Implantação do projeto a menos de 400 metros de um ponto de transporte coletivo
- Acessos seguros e diretos entre os pontos de parada do transporte coletivo e as entradas

4. Canteiro de Obras
- Exigência de um interlocutor ambiental de cada fornecedor no canteiro de obras
- Orientação dos interlocutores ambientais pelo líder da Equipe de Sustentabilidade
- Definição precisa das condições ambientais exigidas
- Prevenção contra a poluição gerada na construção
- Contenção e controle dos sedimentos e materiais particulados no canteiro
- Nomeação de um responsável pela informação e relacionamento da vizinhança
- Comunicação com a comunidade local sobre os possíveis impactos à vizinhança
- Criação de ações para minimizar os impactos citados no item anterior
- Sensibilização do pessoal do canteiro de obras em relação aos incômodos sonoros
- Planejamento das atividades ruidosas, considerando posicionamento e programação
- Se possível, antecipação da ligação à rede elétrica para evitar o uso de geradores
- Identificação dos efluentes gerados no canteiro
- Monitoramento da qualidade dos efluentes lançados nas galerias de águas pluviais
- Identificação e prevenção de atividades que facilitam a proliferação de doenças
- Proibição formal da queima de produtos no canteiro de obras
- Uso de reservatório de decantação para a recuperação da água usada na lavagem das betoneiras
- Uso de ferramentas com filtros para materiais particulados
- Previsão de locais de estocagem adaptados aos impactos de substâncias inflamáveis
- Medidas de gerenciamento para minimizar a massa de resíduos gerados
- Medidas formais junto aos fornecedores para minimização dos resíduos gerados
- Plano de gerenciamento de resíduos de locais onde ocorrerão demolições/desconstruções
- Controle dos consumos de água e energia no canteiro de obras
- Exigência da redução do consumo de água e energia das empresas que atuam no canteiro
- Captação, armazenamento e aproveitamento de águas pluviais
- Aquecimento solar da água utilizada no chuveiro dos vestiários
- Vestiário e estacionamento para bicicletas
- Vias de circulação bem definidas, vagas para veículos e sistema de caronas
- Uso de veículos com baixa emissão de poluentes ou que usam combustíveis alternativos
- Proteção ou restauração de áreas verdes naturais
- Maximização de áreas verdes
- Tratamento de águas pluviais
- Projeto de paisagismo externo para combate às ilhas de calor
- Redução da poluição luminosa

5. Gestão da Água
- Redução do consumo de água
- Uso eficiente de água no paisagismo
- Instalação de redutores de pressão na rede conforme exigência regulamentar
- Instalação de restritores/reguladores de vazão nos pontos de consumo
- Dimensionamento do próprio projeto de modo a garantir zonas de pressão limitadas
- Instalação de sistemas economizadores em bacias e metais sanitários
- Instalação de medidores individuais de água
- Medição e verificação regular da redução do uso de água
- Previsão e garantia de economia do consumo anual de água potável
- Redução do uso de água nos equipamentos da construção
- Redução de desperdícios na produção de alimentos
- Tecnologias inovadoras para a destinação de águas residuais

6. Eficiência Energética
- Comissionamento prévio dos sistemas
- Atendimento a um desempenho energético mínimo
- Redução dos gases CFC emitidos pelos equipamentos AVAC
- Otimização do desempenho energético
- Uso de energia solar para aquecimento de água
- Uso de energia renovável para outros sistemas
- Uso de etiquetagem de eficiência energética como referência para escolhas
- Gestão adicional de resfriamento
- Controle do consumo de energia nas áreas comuns
- Iluminação otimizada dos estacionamentos cobertos
- Iluminação otimizada de vias e caminhos internos
- Acesso à iluminação natural nos dormitórios e salas com uma ou mais aberturas
- Otimização do partido arquitetônico visando à redução do consumo energético total
- Monitoramento constante do consumo

7. Materiais e Recursos
- Coleta e armazenamento de produtos recicláveis
- Comprometimento a longo prazo do usuário final
- Gerenciamento dos resíduos da construção
- Reuso de materiais
- Uso de materiais reciclados
- Uso de materiais locais/regionais
- Uso de materiais de renovação rápida
- Uso de madeira certificada
- Consideração da vida útil dos materiais, sistemas e processos
- Facilidade de acesso para os locais de conservação
- Escolha de fabricantes e fornecedores de produtos/serviços que não pratiquem a informalidade fiscal
- Concepção do projeto permitindo mudanças de uso ou distribuição dos ambientes
- Escolha de materiais de fácil conservação
- Garantia da inspeção no ato do recebimento por meio de um sistema de gestão

8. Qualidade do Ambiente Interno
- Desempenho mínimo da qualidade do ar interno
- Controle do tabagismo passivo (ETS)
- Monitoramento do dióxido de carbono (CO2) liberado para o exterior
- Otimização da ventilação natural
- Plano de gerenciamento do ar interno, durante a construção
- Plano de gerenciamento do ar interno, antes da ocupação
- Tintas e revestimentos com baixa emissão de gases nocivos à saúde
- Assoalhos e carpetes com baixa emissão de gases nocivos à saúde
- Compensados e produtos semelhantes com baixa emissão de gases nocivos à saúde
- Controle de produtos químicos e poluentes no interior
- Controle dos sistemas de iluminação
- Materiais das vedações externas respeitando os níveis de ganho de calor de elementos opacos
- Criação de condições de conforto higrotérmico
- Avaliação do som resultante de ruídos de impacto (queda de objetos, por exemplo)
- Avaliação do isolamento do som aéreo de ruídos de uso normal (fala, TV, etc.)
- Avaliação dos níveis de desempenho acústico da vedação entre ambientes
- Nível de luminância dos ambientes respeitando padrões locais
- Comandos de iluminação por detectores de presença ou a sensores fotoelétricos ou temporizadores
- Adoção dos valores do código de obras local para ventilações adequadas
- Ventilação permanente assegurada nos ambientes com bacia sanitárias, lavatórios e chuveiros
- Área das aberturas garante uma ventilação satisfatória
- Ventilação direta ou forçada para todos os sanitários e cozinhas
- Aplicação de estratégias que otimizam a ventilação
- Identificação de fontes de odores desagradáveis
- Locais de armazenamento de resíduos com ventilação constante
- Medidas para evitar a difusão de maus odores do tratamento de resíduos
- Sistema de esgoto sanitário projetado para impedir que os gases cheguem às áreas de utilização
- Medidas para criar condições ótimas de higiene em todos os ambientes 
Identificação e redução de efeitos das fontes de poluição internas
- Identificação das emissões químicas dos produtos de construção
- Identificação das emissões de fibras e materiais particulados dos produtos de construção
- Limitação da poluição por eventual tratamento da madeira
- Disposição de ventilação mecânica em garagens sem ventilação natural
- Limitação da entrada dos poluentes externos identificados
- Controle dos sistemas de conforto térmico
- Projeto de conforto térmico, de acordo com a norma ASHRAE
- Monitoramento permanente dos sistemas de conforto térmico
- Otimização da iluminação natural
- Prevenção contra mofos
- Maximização do desempenho acústico

9. Orçamento e Financiamento
- Definição dos aspectos sustentáveis prioritários
- Definição de uso ou não de sistemas de classificação
- Equilíbrio entre os custos iniciais e as economias no longo prazo
- Análise dos custos futuros da edificação
- Redução da quantidade total de materiais necessária
- Uso do máximo possível de materiais reciclados e reutilizados
- Uso do máximo possível de materiais ambientalmente amigáveis
- Uso do máximo possível de iluminação natural
- Integração das estimativas de custos logo no início do processo de design
- Estimativa dos custos diretos ao empreendedor
- Estimativa dos custos indiretos ao empreendedor
- Estimativa dos lucros do empreendedor
- Estimativa de despesas eventuais
- Estimativa dos honorários dos profissionais de Engenharia
- Estimativa dos honorários dos responsáveis pelo gerenciamento e supervisão do projeto
- Estimativa dos custos de mobiliários e equipamentos
- Estimativa dos custos de aquisição do terreno
- Estimativa dos custos de administração do projeto
- Estimativa dos custos com taxas legais
- Estimativa dos custos de financiamento
- Estimativa dos custos com estudos ambientais
- Estimativa dos custos com licenças
- Estimativa de reserva necessária para eventualidades
- Análise do valor e custo do ciclo de vida
- Análise do ponto de equilíbrio 
- Análise do valor presente líquido
- Análise do retorno sobre o investimento
- Escolha de opção de financiamento

10. Operação e Manutenção
- Identificação dos resíduos gerados nas atividades desenvolvidas
- Estimativa do volume e frequência para cada classe de resíduo identificada
- Identificação da frequência de coleta
- Identificação das alternativas de retirada, transporte e destinação disponíveis
- Estimativa dos custos de disposição para cada classe de resíduo
- Valorização de resíduos na própria edificação 
- Sistema de coleta adaptado em relação às práticas mais atuais e futuras
- Unidade de triagem e armazenamento temporário de resíduos
- Otimização arquitetônica para facilitar o gerenciamento de resíduos
- Otimização dos circuitos de coleta
- Otimização do armazenamento de resíduos
- Orientação dos usuários para que destinem corretamente seus resíduos triados 
- Cláusula no contrato que torna obrigatório aos usuários o depósito de seus resíduos triados
- Instalações preparadas para o recebimento de medidor individual do consumo de água
- Existência de registros acessíveis 
- Disposições arquitetônicas e técnicas que permitem um acesso fácil aos sistemas de iluminação
- Boa iluminação dos depósitos finais de armazenamento de resíduos
- Revestimento do depósito de armazenamento que permite uma manutenção fácil
- Conjunto de equipamentos técnicos acessível e com informações no manual
- Shafts e casas de máquinas acessíveis a partir das áreas comuns
- Intervenções de consumo e manutenção dos equipamentos que não incomodam os usuários
- Implementação de sistema de automação predial
- Forma de comunicação fácil e rápida entre a Equipe de Sustentabilidade do projeto e os usuários/administradores

11. Prioridades Regionais
- Estratégias para lidar com questões específicas da região

12. Inovação
- Inovações em geral aplicadas nas áreas citadas

Como é explicado em nossa matriz de avaliação, um projeto sustentável deve atender a, no mínimo, 40% desses aspectos que foram listados.


QUANTO CUSTA A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL?

Normalmente, a Construção Sustentável custa um pouco mais no começo (de 5 a 10%), mas, se a equipe de projeto se esforçar o bastante, ela pode até custar menos no longo. Mesma na situação onde ocorre um custo inicial maior, a economia e o retorno a longo prazo resultantes do investimento em práticas sustentáveis tornam a Construção Sustentável uma escolha muito melhor. 

O "payback" (retorno sobre investimento inicial) pode superar os investimentos adicionais com folga, o que pode ser facilmente planejado financeiramente. É apenas uma questão de tempo para que a consciência ambiental de todos os envolvidos na indústria da Construção provoque a adição das novas tecnologias sustentáveis e seus custos em todos os empreendimentos.


POR QUE E PARA QUE ESCOLHER A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL?

http://www.construcaosustentavel.net/2013/12/absolutamente-tudo-sobre-construcao-sustentavel.html

Escolher a Construção Sustentável é escolher viver e trabalhar melhor, salvando o Planeta ao mesmo tempo. No Grupo Ataque Sustentável, usamos as melhores práticas do mercado mundial para ajudar nossos parceiros a criar ambientes mais saudáveis e produtivos. Alguns podem dizer que estes motivos são filosóficos. Nós concordamos. É a nossa causa, o motivo da nossa existência, portanto não tem como ser diferente. Contudo, listamos a seguir os benefícios mais básicos da Construção Sustentáveis (capazes de derrubar até o maior dos céticos):

Aumento patrimonial: na medida em que investidores e ocupantes se tornam mais familiarizados e preocupados com os impactos ambientais e sociais dos ambientes construídos, edificações com melhores credenciais sustentáveis conseguirão um maior “valor de marca”, comercialização, etc.

- Ambientes mais saudáveis e produtivos (explicação técnica): diversas evidências comprovam que a Sustentabilidade aplicada nas características físicas da edificação e dos ambientes internos gera melhorias significativas na produtividade, saúde e bem estar dos usuários, trazendo benefícios valiosos, sobretudo para os negócios.

- Redução de custos: economia financeira com a redução do consumo de água e energia, e, no longo prazo, dos custos com operações e manutenção.

- Redução de riscos ambientais: os riscos ambientais podem afetar significativamente a rentabilidade e o valor dos ativos imobiliários no futuro, refletindo em seu retorno sobre o investimento. Riscos regulatórios estão cada vez mais evidentes em todo o mundo, incluindo códigos e leis que proíbem a construção de edificações ecologicamente incorretas e ineficientes em relação à Sustentabilidade.

- Proteção e retenção de talentos: a forma como os líderes se comportam e influenciam seus colaboradores afeta muito a manutenção das pessoas nas organizações. Ser referência em Sustentabilidade é uma forma de melhorar a retenção de talentos.


CONCLUSÃO

A Construção Sustentável é verdadeiramente senso comum: visa o lucro, considera objetivos a longo prazo para os usuários, meio ambiente e orçamento, ao mesmo tempo que se preocupa com realidades financeiras de curto prazo do projeto, disponibilidade de materiais e cronograma.


EXTRA: ESTUDO DE CASO - REVENDEDORA DE AUTOMÓVEIS RENOVA SUA SEDE APLICANDO AS MELHORES PRÁTICAS DA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

A situação: ao planejar a renovação de sua sede, revendedora de automóveis percebe que a Sustentabilidade agora é uma forte preocupação de seus clientes e usar apenas as práticas da Construção convencional em seu projeto não seria suficiente para atendê-los.

Ela percebeu que seus clientes não querem mais apenas comprar seus automóveis, eles querem apoiar uma causa, querem comprar sentindo que estão tornando o Planeta um lugar melhor ou, pelo menos, não estão ajudando a acabar com ele. Como não sabia como podia aplicar esta filosofia em seu projeto, ela procurou o Grupo Ataque Sustentável.

Nossa solução: propomos a esta empresa nossa metodologia exclusiva adaptada às suas necessidades específicas. O objetivo era bater os recordes de desempenho do empreendimento mais sustentável do seu setor (revenda de automóveis). 

Participamos in loco de todas as fases do projeto e vendemos algumas unidades da nossa matriz de avaliação, para que a empresa pudesse completar a execução com sucesso. A renovação usando as melhores práticas da Construção Sustentável dessa revendedora de automóveis foi um sucesso.

O resultado: usando os resultados finais avaliados pela matriz, a nova unidade conseguiu atingir incríveis 81% de nossos aspectos sustentáveis, recebendo a classificação de quatro planetas de ouro. Os colaboradores e parceiros, que se destacaram por abraçar a causa e tornar o projeto possível, foram premiados de forma apropriada ao seu ótimo desempenho.

O Grupo Ataque Sustentável deu suas últimas recomendações e o projeto foi oficialmente concluído com a garantia de todas as partes envolvidas (por escrito, em um documento oficial) que os esforços relacionados à Sustentabilidade no projeto não seriam perdidos. Ficaram combinadas visitas e/ou reuniões virtuais periódicas no período dos dois anos seguintes para garantir a adaptação rápida dos usuários e a operação/manutenção adequada.

Fonte: www.construcaosustentavel.net

Um comentário:

Vitor Garcia Barufatti disse...

entrou pra minha lista de posts geniais